As pequenas coisas

|

É impressionante como pequenas coisas ressurgem. Não sei explicar, elas simplesmente voltam a incomodar de novo. Saem de novo do fundo do baú para reinvidicar o espaço que elas um dia tiveram em sua vida. Não estou falando de coisas materiais, mas de situações, acontecimentos ou pessoas que um dia foram algo na sua vida. Algo que as vezes não nos importamos em carregar na mente. O problema é quando isso sai do cantinho que estava e começa a incomodar. Talvez não fosse nada de demais na época, mas que agora atormenta seu presente e lhe causa problemas, maiores do que um dia você imaginou que gerariam. Ou então coisas que queríamos sim esquecer, que queríamos deixar para trás preso no passado, mas que sentem a necessidade de fazerem parte da sua vida mais uma vez, mesmo que você não queira. O que fazer quando isso acontece? Não tenho ideia, se alguém souber me digam. Se é que alguém conseguiu entender esse texto.
.
.
.
Eu quero agradecer ao Just be happy e ao Serrão's blog pelos selos. Já fazem parte do blog, mas muito obrigada!

4 pessoas também deram sua opinião:

Rodrigo Band disse...

Se essas "coisas" forem ruins, ignore-as, esqueça-as e ouça uma música, uma boa música.
Se forem boas relembre-as.

Juh S. disse...

Essas pequenas coisas também me atormentam ultimamente. é como se voce resolvesse enterrar um problema não resolvido e ele aumentasse, e criasse força pra sair daonde você o colocou.

qualquer coisa Li, conversa comigo, mesmo.

Serrao disse...

Nada, só aceite, minha filosofia pra quase tudo, você não deve ouvir nossos conselhos porque no fundo do seu coração vc sabe a resposta do seu problema, todos sabemos as respostas para nossos problemas, o problema mesmo é aceitar a solução que as vezes é aterradora e dolorosa, porém seja qual for seu problema, saiba que o seu sofrimento nunca dura muito assim como as felicidades, viva um dia de cada vez Lih e saiba que eu tenho total confiança no seu julgamento. A e a próposito de nada.

Lu Andrade disse...

Não ouse esquecer detalhes que te façam mais forte, mais resistnte para o mais, o continuar... Eles eventualmente te perturbarão. Seja seletiva com os fatos, filtre-os. São sua essência. Se ocultam e agora persistem, compreenda. Beijos!

P.S.: Obrigada pelo retorno.