A cidade dos homens

|

E de repente o sol se pôs. Não houve o crepúsculo para alertar que a noite fria e escura se aproximava. Mas ela veio. Encobriu a vida de todos os que não eram feitos de pedra. E entregaram-se a ela, sem tentar resistir. Não tinham força para isso. E um vento frio soprou com toda a força, tocando todos os corpos lentamente, à procura de algum vestígio de calor humano, de emoção. Carregou o que achou para longe, muito longe. Todos então procuraram impacientemente o calor. Procuraram em todos os lugares possíveis: em casa, nas escolas, nos amigos, neles mesmos, nos amores. Mas o vento era astuto, não deixou nem um resquício sequer de calor. Eles que já não suportavam mais aquele frio, desabaram. Uma chuva irrompeu pela cidade, todos os rostos estavam encharcados pela água salgada, que caía aparentemente interminavelmente. Mas tanta água teve que se findar. E acabou. Uma seca surgiu, porém não trazia o calor consigo. Era fria também. E os congelou. E todos desistiram, não achavam mais que um dia encontrariam o calor novamente.
Mas quando menos se esperava, quando todos já estavam solitariamente presos em seus corpos congelados, quem diria, surgiu o amanhecer. E lentamente veio afastando a noite para longe deles. E desta vez vieram raios que foram envolvendo, e penetrando em todos. Lentamente foram acalorando todas as pessoas. E tudo estava iluminado uma vez mais. Porém desta vez havia mais calor que antes.

“Depois da escuridão SEMPRE vem o amanhecer”

Por favor não esqueçam disso, eu vou tentar não me esquecer. Prometo.

11 pessoas também deram sua opinião:

''Tay' disse...

Adorei o texto *-*
ficou muito bom.

bjus =*

Rodrigo Band disse...

Bom texto =)

mim mesmo disse...

Esquecemos do amanhã
de tanto que nos preocupamos com o agora
não se esqueça do amanhã

Jéssica disse...

gostei :D

Mas já cansei de esperar pelo amanhecer.

Juh S. disse...

"so, don't forget to breathe..''

é, eu também preciso. vc tb, e para cada dia solitário conte comigo. vamos curar a solidão solitariamente juntas.

que bela metáfora.

E.Suruba disse...

vai ter continuação?

Ana Bea. disse...

sempre tento pensar desta forma,ainda mais pelas novidades que estou vivendo

.kisses

huriama disse...

Sempre =) Bom texto

Su M. disse...

Amei . simplismente.
Tentarei não me esquecer disso também.
Sabe... achei seu blog colocando o nome do meu no Google.
E adorei.
Estou seguindo tuas "Reflexões".
Se puder dê uma olhadinha em minhas "Lágrimas".

Beijo.

Desirée disse...

aleluiaaaaaaa, ontem eu tentei quase uma hora comentar aqui, mas o blogger não me venceu, eu conseguiii!

eu sou demais [dancinha da comemoração]

tá, amei o texto. me deu esperanças, já que vai amanhecer, quem sabe minhas idéias fiquem mais claras?!

bjinhos flor :)

assim que der eu posto o selo e muito, muito obrigada mesmo por lembrar de mim!

Pitchulinha disse...

mesmo quando estamos no meio de chuva salgada, sempre temos muitos guarda-chuvas pra nos ajudar a passar sem se molhar tanto.