Entrelinhas

|

E eu proclamo incessantemente meus sentimentos através de meus garranchos em papéis aleatórios. Talvez para alguns pareça ser o mesmo blábláblá de sempre, mas não. A cada dia, a cada instante, eu sinto diferentemente do que anteriormente. E torna-se impossível reter tudo dentro desse corpo costumeiro, muito menos dentro da minha cabeça confusa. Pode parecer semelhante, mas igual, nunca. A angústia não é a mesma, a alegria muito menos. Meu ponto de vista se modifica, meu coração se aprofunda, minha cabeça se perde. E tudo o que posso fazer, é escrever, minha única escapatória. Meu alívio contínuo, meu calmante. Pode parecer tudo balela, mas não é. Talvez não para você, mas pra mim funciona, e muito. Por isso, não pense que sou repetitiva, alguém que fala sem sentir. Isso, nunca. Mas não tenho muitas alternativas, não sei realmente dizer certas coisas. Esconder entre palavras rebuscadas meus sentimentos confusos se tornou bem cômodo.

9 pessoas também deram sua opinião:

Talitha disse...

Nossa, adorei muito bom
As vezes eu me sinto assim, acho que de certo modo foi pra isso que eu fiz meu blog, pra tirar um pouco dessas coisas da minha cabeça, é como se tudo o que eu fizesse ficasse dentro da minha cabeça martelando, e a escrita mesmo que seja só uma frase, me acalma e me ajuda.
Kiss...

huriama disse...

Aí, eu gostei disso; escrever, escrever, escrever... Nunca será a mesma coisa. Ainda existem pessoas que não se exaurem quanto à escrita.

[Y]

mim mesmo disse...

Já discutimos que somos iguais nisso
Nunca pare de escrever, é o meu conselho
Quem sabe um dia eu não fico bom nisso?
Além do mais a gente já falou
ou faz isso
ou melhor nem pensar...
Bjs

Juh S. disse...

exatamente eu.
quando escrevo me encontro. Mesmo que escreva mal. Mesmo que nao seja comentado ou sei la,....

~e pra me achar dentro de mim

Pitchulinha disse...

escrever pra mim é um modo de dizer tudo o que eu não quero dizer, é um jeito de desabafar e aliviar sem necessariamente deixar isso explicito em meus textos. nunca pare escrever, se um dia você vier a fazer isso, você vai estar se privando e privando o mundo das suas palavras perfeitamente combnadas em lindos textos tocantes.

Ôbèron disse...

Procurei em livros e livros,
Um poema,
Um parágrafo,
Uma frase,
Que me resguardasse da mágoa, Como janela de vidro protegendo o rosto da chuva.
Mas nada do que leio chega para contar o que sinto.
( N.G.J. )

Procurar dentro da gente palavras, vírgulas e pontos que exprimam nossa imensidão interior é amansar as procelas do mar magitado da nossa alma.
é sempre bom passar por aqui.

Desirée disse...

eu entendo mtmtmt bem o q vc quis dizer!

bjosflor :)

Dayane Alves' disse...

Também amo escrever é uma das melhores formas de desabafar .
Pelo menos o papel não irá contar a ninguém .

Estou te seguindo , se você puder me seguir ficarei grata. bjs ♥

Luana Andrade disse...

"Esconder entre palavras rebuscadas meus sentimentos confusos se tornou bem cômodo"... Li, muuuito semelhante a mim, sinceramente... Quando estou por um fio, eis que escrevo, ou no blog, ou um pedaço minúsculo de papel encontrado próximo... simplesmente expor, não reter aquilo que me dilacera, até inconscientemente. E como epílogo, após a leitura minuciosa de minhas próprias linhas, além de compreender o que me afligia, assim como você, a Ju, reencontro-me. É válvula de escape, é resguardar os pulsos. Beijinhos, eu amei este aqui.